BDPA - Bases de Dados da Pesquisa Agropecuária Embrapa
 






Registro Completo
Biblioteca(s):  Embrapa Amazônia Oriental; Embrapa Mandioca e Fruticultura.
Data corrente:  14/01/2008
Data da última atualização:  02/02/2018
Tipo da produção científica:  Artigo em Periódico Indexado
Autoria:  SACRAMENTO, C. K. do; COELHO JÚNIOR, E.; CARVALHO, J. E. U. de; MÜLLER, C. H.; NASCIMENTO, W. M. O. do.
Afiliação:  Célio Kersul do Sacramento, Universidade EstaduaL de Santa Cruz; Enio Coelho Júnior, Ceplac; JOSE EDMAR URANO DE CARVALHO, CPATU; Carlos Hans Muller, CPATU; WALNICE MARIA O DO NASCIMENTO, CPATU.
Título:  Cultivo do mangostão no Brasil.
Ano de publicação:  2007
Fonte/Imprenta:  Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 29, n. 1, p. 195-203, abr. 2007.
Idioma:  Português
Conteúdo:  O mangostão (Garcinia mangostana L.), família Clusiaceae, é considerada a fruta mais saborosa do tropico asiático. Foi introduzido no Brasil em 1935 e atualmente é cultivado principalmente nos estados do Pará e Bahia, numa área estimada de 350 ha com uma produção de 300 t. O período de frutificação do mangostanzeiro varia de acordo com as condições climáticas e, no estado do Pará, o principal período de colheita estende-se de janeiro a maio e uma colheita menor ocorre em agosto e setembro. Na Bahia a safra principal é geralmente em março e abril e outra colheita acontece em agosto. Poucas pragas têm sido encontradas em pomares de mangostão e os problemas mais comuns são causados por ácaros, tripes (Thrips sp.) e abelha arapuá (Trigona spinipes) as quais causam danos na casca do fruto dificultando a colheita. A murcha do mangostanzeiro, doença ainda não encontrada em pomares de mangostão de outro países, tem sido observada somente em plantas adultas na região sul do estado da Bahia, mas o agente causal ainda não foi identificado. Estouro de vasos, um distúrbio fisiológico no pericarpo do fruto e da polpa translúcida são comuns nos frutos em pomares brasileiros. Os frutos são colhidos manualmente, limpos, classificados e colocados em caixa de papelão com dimensões de 21 x 21,5 x 6,5 cm as quais contém de 9 a 20 frutos e são vendidos principalmente em grandes centros urbanos. O mangostão apresenta média de 32,5% de polpa, 18,17% °Brix e 1% de acidez. A casca apresenta um grupo ... Mostrar Tudo
Palavras-Chave:  Brasil; Cultivo; Fitossanidade.
Thesagro:  Adubação; Armazenamento; Colheita; Comercialização; Doença de Planta; Fruta Tropical; Fruticultura; Garcinia Mangostana; Irrigação; Mangostão; Poda; Pomar; Praga; Produção; Produção Vegetal; Propagação Vegetativa; Qualidade; Raleio.
Categoria do assunto:  --
URL:  http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/18105/1/a42v29n1.pdf
Marc:  Mostrar Marc Completo
Registro original:  Embrapa Amazônia Oriental (CPATU)
Biblioteca ID Origem Tipo/Formato Classificação Cutter Registro Volume Status
CNPMF24149 - 1ADCAP - --29
CPATU39390 - 1UPCAP - PP634.605R454304

Voltar







Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados : 1
Primeira ... 1 ... Última
1.Imagem marcado/desmarcadoSACRAMENTO, C. K. do; COELHO JÚNIOR, E.; CARVALHO, J. E. U. de; MÜLLER, C. H.; NASCIMENTO, W. M. O. do. Cultivo do mangostão no Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 29, n. 1, p. 195-203, abr. 2007.
Tipo: Artigo em Periódico IndexadoCirculação/Nível: Nacional - A
Biblioteca(s): Embrapa Amazônia Oriental.
Visualizar detalhes do registroAcesso ao objeto digitalImprime registro no formato completo
Registros recuperados : 1
Primeira ... 1 ... Última
Nenhum registro encontrado para a expressão de busca informada.
 
 

Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área Restrita

Embrapa Informática Agropecuária
Av. André Tosello, 209 - Barão Geraldo
Caixa Postal 6041- 13083-886 - Campinas, SP
PABX: SAC (19) 3211-5743
SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional